Detalhe de notícia

Sangue na Guelra com o grito: The power of food!

Criada em 23-05-2019

A 27 e 28 de Maio, a 5.ª edição do maior evento gastronómico realizado em Portugal chega à Gare Marítima de Alcântara. No Symposium Sangue na Guelra 2019, discute-se o poder da alimentação numa revolução conduzida pelas mais influentes personalidades da gastronomia mundial.

O evento, com assinatura Amuse Bouche, promete virar tudo de pernas para o ar! E com quem? Com um painel de convidados nacionais e internacionais disruptivo, criativo, incansável, inspirador.

 

A Oikos, a trabalhar cada vez mais a temática da alimentação em Portugal, não quis ficar de fora. Sob o tema “Revolução”, o grande objetivo do evento é promover a irreverência e a inquietude na vasta comunidade gastronómica nacional. E haverá pelo menos duas “Revoluções” a acontecer onde a Oikos também tem respostas para dar:

 

» A REVOLUÇÃO da sustentabilidade: basta colocar o produto no centro da discussão ou também importa dar palco aos produtores? É esta a missão do SmartFarmer, um negócio social que comercializa produtos da agricultura nacional, promovendo a proximidade, a qualidade, e a sustentabilidade a um preço justo.

» A REVOLUÇÃO da comunidade: Nenhuma revolução faria sentido sem a inclusão das comunidades rurais e a recuperação de práticas e culturas ancestrais.

 

O Chef Luís Simões, português a trabalhar em Timor, foi convidado pela Oikos para nos ajudar a divulgar a nossa pitada de sal: a quem devemos comprar? Os portugueses fazem compras responsáveis? Queremos divulgar em mercado nacional produtos de qualidade produzidos por pequenos produtores, em particular em países em desenvolvimento. Portugal estará pronto para essa “revolução”?

 

Vai-se falar de criatividade, sustentabilidade e investimento na restauração, de causas ambientais e sociais, da economia local e circular, da alimentação das crianças, do Manifesto para o Futuro da Cozinha Portuguesa e do Novo Movimento da Cozinha Portuguesa.

 

Este é o Symposium onde tudo pode acontecer, onde se permite pensar o futuro sem medo de agitar o presente. O grito? The Power of Food.

 

Mais sobre o chef Luís Simões…

Professor convidado da Universidade Nacional de Timor Lorosa'e, o chef português Luís Simões, de 28 anos, está em Timor-Leste com uma missão: a de recuperar e promover o património gastronómico timorense através da valorização dos ingredientes locais como forma de desenvolvimento económico das populações das áreas rurais e implementação de uma alimentação mais saudável. É um projecto de vida, como diz, com resultados concretos e muito gratificantes.

 

Cartaz dia 27 | Cartaz dia 28

 

Todas as informções: www.sanguenaguelra.pt

 

parceiros