Histórias, Notícias

Desperdício alimentar em casa: 10 dicas simples

desperdício alimentar

Sabia que 1/3 da produção alimentar mundial é desperdiçada? E que 17% da comida é deitada fora mesmo antes de chegar aos consumidores? E ainda que 40% do desperdício alimentar acontece em nossas casas?

Em nossas casas

O envolvimento das famílias é essencial para o combate ao desperdício alimentar.

A sustentabilidade do nosso planeta vai muito para além da questão dos resíduos. Mas reduzir a nossa produção individual de resíduos é essencial, para mitigar o seu impacto no ambiente. E também na nossa saúde. Podemos fazer isso consumindo menos, consumindo melhor e de forma mais responsável.

Evitar o desperdício alimentar

Evitar o desperdício alimentar, não é a única via, mas é uma via importante. Por muito que se tente reduzir o lixo que se faz na cozinha, há sempre espaço para melhorar.

Adote algumas, ou todas, as 10 dicas que preparámos para si e junte-se à luta contra o desperdício alimentar.

  1. Faça uma auditoria ao seu caixote do lixo. Assim percebe qual a quantidade efetiva de resíduos gerados e quais os pontos que pode melhorar.
  2. Compre de forma responsável. Por exemplo, planeie as refeições; elabore uma lista de compras; compre apenas alimentos que sabe que vai comer; dê preferência aos alimentos da estação, de preferência locais e, sempre que possível, compre diretamente ao produtor.
  3. Cozinhe apenas as quantidades necessárias para o número de pessoas que vai consumir a refeição.
  4. Coloque os produtos com data de validade mais curtas à vista no frigorifico.
  5. Comece por utilizar os hortícolas e as frutas mais maduras e só depois as mais verdes. E utilize a fruta madura para preparar batidos de fruta ou purés de fruta.
  6. Se tem sobras, invente ou procure receitas que permitam o reaproveitamento.
  7. Prolongue a vida dos alimentos, conservando-os e acondicionando-os corretamente. Por exemplo, congele a comida cozinhada que sobrar ou guarde-a no frigorífico; guarde no congelador a fruta madura, legumes e ervas aromáticas em risco de murchar; leguminosas já demolhadas; pão que passou do prazo já fatiado; frutos vermelhos da época e outra fruta sazonal; tomate e molho de tomate; polpa de leite de frutos secos.
  8. Aproveite ao máximo os alimentos. Por exemplo, use a casca de alguns produtos hortícolas ou frutas (cebola, limão, laranja, curgete, etc.) para fazer caldos, chás ou compotas; aproveite a água da cozedura dos legumes para a sopa; pesquise por receitas alternativas e transforme a rama da cenoura num fantástico molho pesto.
  9. Faça compostagem. Caso não consiga aproveitar tudo, não coloque no lixo indiferenciado, por exemplo. Em vez disso, experimente a compostagem caseira ou dê os seus resíduos orgânicos através da aplicação ShareWaste.
  10. Partilhe estas dicas (e eventuais sobras alimentares) com amigos, vizinhos, familiares.

 

28 de Abril de 2021

Related Posts