Receitas

Crumble de maçã bravo de esmolfe e pêra rocha

Mais uma receita para a nossa rubrica semanal ‘receita da semana’. Esta semana para variar um pouco, trazemos uma receita doce: Crumble de maçã bravo de esmolfe e pêra rocha. Num inverno com sabor a primavera, e apesar das boas temperaturas, esta receita, da autoria de João Oliveira, vai aquecer a alma dos mais gulosos aí em casa! Um crumble acabado de cozinhar, rápido, simples. Aproveitem a boa fruta do nosso cabaz de frescos e coloquem mãos à obra!

Todas as receitas desta rubrica incluem produtos do nosso cabaz de frescos. O Cabaz ‘Frescos da Semana’ vem recheado de frutas e legumes selecionados com muito amor e carinho. Esta semana abrimos um novo ponto de recolha dos cabazes: além da recolha do cabaz no nosso escritório, em Queijas, poderá às sextas-feiras, das 11h00 às 18h00, recolher o seu cabaz na Casa do Concelho do Sabugal, na Av.  Almirante Reis nº 256, 2º Esq. Basta escolher a opção ‘Levantar em Loja/Pickup’ no nosso site o que nos avise por e-mail que prefere levantar o cabaz neste ponto de recolha. 💖 Pode receber o cabaz em casa, diretamente da horta à sua porta, ou levantar no nosso escritório em Queijas, Oeiras.  A sua encomenda faz a felicidade dos pequenos produtores nacionais. ❤️

Para conhecer a composição do cabaz ‘frescos da semana’ consulte este link: https://smartfarmer.pt/produto/cabaz-frescos-da-semana/

Pêra Rocha – ‘Um pouco de História’

De acordo com a tradição, foi em 1836 que Pedro António Rocha identificou, numa sua propriedade em Sintra, uma pereira diferente, cujos frutos eram de uma qualidade invulgar e aos quais deu a designação de Pera Rocha, a partir do seu próprio nome. Como a região Oeste se mostrou particularmente apta para o seu cultivo, foi-lhe atribuída a Denominação de Origem Protegida (DOP), delimitando uma área geográfica com um saber-fazer reconhecido, na qual se concentra a produção desta variedade de pera. Nas definições oficiais, a Pera Rocha do Oeste é apresentada como um fruto de “polpa de cor branca, macia, fundente, granulosa, doce, não ácida, muito sucosa, de perfume ligeiramente acentuado e com a epiderme amarelo-clara, por vezes com uma mancha tenuemente rosada do lado do sol”.

Quando está mais verde, a Pera Rocha é crocante. Quando está mais madura, adquire um tom amarelado, tornando-se mais doce, macia e sumarenta.

Pêra Rocha na Cozinha

Para além de consumida e muito apreciada como qualquer outra peça de fruta, a Pêra Rocha do Oeste também pode ser usada em saladas, pudins, compotas, iogurtes ou mesmo servir de acompanhamento a diversos pratos salgados, nomeadamente de caça.

Para conservação, deve ser guardada no frigorífico, na prateleira inferior, dentro da gaveta para frutas e vegetais. Se o período de conservação for superior a dez dias, não se deve misturar com outros frutos, tais como bananas ou kiwis, porque acelera a maturação das outras frutas.

IN: Livro ‘Os Sabores da Nossa Terra’: Leaderoeste – Associação para o Desenvolvimento e Promoção Rural do Oeste.

Área de produção de Pêra Rocha

A área geográfica de transformação está circunscrita aos concelhos de Sintra, Mafra, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço, Alenquer, Vila Franca de Xira, Azambuja, Torres Vedras, Cartaxo, Lourinhã, Bombarral, Cadaval, Santarém, Rio Maior, Peniche, Óbidos, Caldas da Rainha, Torres Novas, Alcanena, Alcobaça, Nazaré, Porto de Mós, Batalha, Tomar, Ferreira do Zêzere, Vila Nova de Ourém, Leiria, Marinha Grande e Pombal.

Maçã bravo de Esmolfe

Como o próprio nome indica, esta variedade terá aparecido na aldeia de Esmolfe, no concelho de Penalva do Castelo, há cerca de 200 anos. Provavelmente terá sido obtida a partir de uma árvore de semente, cujos frutos foram muito apreciados, originando uma intensa procura de material e enxertia e a disseminação da variedade. A existência de condições agroclimáticas favoráveis à manutenção das características que a tornaram apreciada, permitiu o seu alastramento a concelhos vizinhos e garantiu-lhe o estatuto de variedade dominante de que desfrutava em meados deste século. A maçã bravo de Esmolfe tem como principais caraterísticas o calibre médio e pequeno, forma oblonga-cónica epiderme esbranquiçada, eventualmente com manchas avermelhadas; manchada e/ou ralada de carepa na fossa peduncular, podendo atingir até 20% da epiderme; polpa branca, macia, sucosa, doce, com boas qualidades gustativas, aroma intenso, agradável e bastante sui generis; colheita a partir da 2º quinzena de Setembro; conserva-se no frio entre 4 a 5 meses.

Área de Produção da Maçã Bravo de Esmolfe

A área geográfica correspondente á produção de maça Bravo de Esmolfe abrange cerca de 7900Km2 e compreende os concelhos de Manteigas, Seia, Gouveia, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Guarda, Pinhel, Covilhã, Belmonte, Fundão, Arganil, Tábua, Oliveira do Hospital, Tondela, Santa Comba Dão, Carregal do Sal, Nelas, Mangualde, Penalva do Castelo, Satão, Aguiar da Beira, Viseu, São Pedro do Sul, Vila Nova de Paiva, Castro Daire, Trancoso, Sernancelhe, Penedono, Moimenta da Beira, Tarouca, Lamego e Armamar.

Fonte: https://www.cm-penalvadocastelo.pt/

Receita de Crumble de maçã bravo de esmolfe e pêra rocha

Ingredientes para 6 pessoas

Crumble:

  • 190 gr de farinha
  • 125 gr de Manteiga
  • 100 gr de açúcar
  • 125 gr de farinha de amêndoa

Recheio:

  • 5 Maçãs bravo de esmolfe
  • 3 pêras rocha
  • 30 gr de açúcar amarelo
  • 1 c. sopa de cacau em pó (100%)
  • 1 pitada de canela em pó
  • 1 pitada de noz moscada

Preparação

Para o crumble, junte os ingredientes secos e misture a manteiga até formar pequenos grumos. Reservar.

Pré-aqueça o forno a 150ºC. Lave e corte os frutos em pequenos cubos e depois junte o açúcar, o cacau, as especiarias e mexa bem. Leve ao micro-ondas durante 3 a 4 minutos para pré cozer os frutos. Coloque o recheio num pirex ou em taças individuais e cubra com uma boa camada de crumble.

Leve ao forno entre 30 ou 40 minutos até o crumble estar bem dourado e sirva de imediato.

Nota: o crumble é ótimo para uma combinação de quente e frio, pelo que pode ser servido com gelado de baunilha, crème fraîche ou chantilly.

Veja também a receita de Palitos de Cherovia Assada da semana anterior.

Back to list